10 dicas para você entender o que é compliance empresarial

10 dicas para você entender o que é compliance empresarial

Antes de tudo, vamos começar pelo básico: entender o que é compliance empresarial. 

Ultimamente o termo compliance está cada vez mais presente no meio corporativo. Isso porque o compliance, em palavras mais simples, é o padrão a ser seguido nos negócios. Ou seja, é garantir que a empresa esteja em conformidade com as leis, ética, regulamentos e normas, internas e externas, de acordo com a região em que atuam. 

Todo o tipo de negócio está sujeito a responsabilidades trabalhistas, tributárias, regulatórias e éticas. Para que a empresa esteja de acordo com as exigências legais, existem muitos pontos a serem analisados. Além disso há a própria regulamentação interna que deve ser cumprida. 

É justamente isso o que é compliance empresarial! Um programa criado exatamente de acordo com a necessidade de cada negócio para garantir que tudo esteja em conformidade.

Porém, para que seja eficiente e efetivamente se entenda o que é compliance empresarial e a importância para as corporações, é interessante atentar-se ao seguinte:

o que é compliance empresarial

1 – O programa de compliance deve ser seguido em qualquer hipótese 

O especialista em compliance é quem deve assessorar as empresas no desenho, implementação e monitoramento do programa. A sua empresa pode e deve buscar ter o conhecimento dos pilares para saber o que é o compliance empresarial e aplicá-lo de forma correta para estar em dia com seus compromissos éticos, por exemplo. 

Cada vez mais os consumidores valorizam quem se preocupa com esse aspecto. Isso quer dizer que empresas que desprezam a ética estão sendo deixadas de lado por não estarem de acordo com os princípios e valores esperados

2 – Não adianta saber o que é compliance empresarial e não utilizá-lo corretamente. 

É fundamental que o programa de compliance não fique apenas no papel, e sim que se transforme em realidade na empresa. Códigos de conduta, políticas e regulamentos são muito bonitos e essenciais, desde que executados e levados a sério. Infelizmente, hoje em dia não basta ser ético, é preciso provar, e por isso a documentação é importante. Porém, apenas documentos não fazem milagres e não transformam empresas. Uma nova cultura, engajamento dos funcionários por uma conduta ética sim. Faça valer a pena e não utilize o compliance em vão. 

3 – A diligência precisa ser feita corretamente e de maneira analítica

O procedimento de diligenciar  que vem do termo em inglês “due diligence” que significa, no compliance, a avaliação de risco prévia a uma contratação para que sejam tomadas certas condutas empresariais, são fundamentais para que a empresa conheça seus fornecedores e outros parceiros comerciais. 

Assim, a empresa evita contratar, por exemplo, um parceiro que tem condutas que são completamente contrárias à da sua empresa. É muito comum que empresas contratem youtubers ou influencers para divulgar seu trabalho.

Uma mínima pesquisa sobre o histórico desses parceiros comerciais pode evitar um problema reputacional que posteriormente pode manchar não apenas a imagem do contratado, mas também do contratante. 

Isso vale para todos aqueles que representam a sua empresa. A conduta dele será responsabilidade sua. Portanto, dar no mínimo um “google” é seu dever para que o significado real de o que é compliance empresarial seja honrado em sua empresa

4 – Fazer a gestão de riscos de forma detalhada

A gestão de riscos é primordial em um programa de integridade, aliás, é a partir disso que nasce o programa de compliance. Conhecer os riscos e suas potencialidades faz que sua empresa possa atentar-se para as suas reais prioridades. 

Sabia que a maior parte das causas trabalhistas refere-se a apenas cinco pontos específicos da lei? 

Focando nas prioridades sua empresa pode facilmente evitar esses riscos que geram indenizações com valores bem significativos. Por outro lado, tomar decisões sem saber o risco delas é não se importar com o próprio negócio e dar para a “sorte” o lugar de diretor da empresa. 

5 – Observar a evolução da empresa ao aderir ao programa 

Não basta implementar, é preciso realizar o monitoramento do programa de integridade para saber se ele está sendo eficaz. A verificação contínua é garantia de que sua empresa está evoluindo e não irá sair dos trilhos. 

Leia: Compliance para empresas: principais benefícios para o seu negócio

6 – Conhecer bem clientes e colaboradores 

É importante que um programa de integridade tenha sempre uma comunicação que permita conhecer os clientes, colaboradores, fornecedores, parceiros. Como dito acima, não adianta nada implementar o compliance e manter relacionamentos comerciais que não andam junto com as condutas impostas na empresa. 

7 – Disponibilizar um canal de denúncias anônimas  

Para melhor ainda mais a efetividade do programa de integridade, é importante ter um canal de denúncias. Como nem todo gestor consegue saber tudo que se passa em sua empresa, um canal direto de denúncias anônimas permitirá que você possa ficar ciente de condutas inadequadas e poderá investigá-las sempre que necessário. 

A própria existência do canal já é capaz de inibir a ocorrência de muitas fraudes dentro da empresa, visto que a possibilidade de denúncia anônima por qualquer colaborador gera um risco muito grande a quem praticar qualquer conduta inadequada. 

8 – Dar suporte ao programa de compliance empresarial 

Empresários e diretores, ou seja, pessoas que ocupam os cargos mais altos dentro da corporação devem dar suporte e exemplo para o programa de integridade. Isso porque não basta exigir que os colaboradores tenham atitudes éticas, tal exigência deverá ser revelada pela conduta dos próprios donos do negócio

Um programa de integridade não é eficaz quando a alta direção não apóia

9 – Ter em mente que a ética é um ponto primordial para o sucesso 

A ética deve estar presente nas atitudes e pensamentos de todos da empresa. Para isso são fundamentais os treinamentos. Orientar sua equipe e fazer com que todos estejam cientes sobre o que é ou não permitido na empresa, é ponto chave para que programa dê certo. 

Treinamentos servem para trazer o que está escrito no papel para a cabeça de todos e tornar a ética um elemento vivo. 

10 – Entender o que é compliance empresarial para o SEU negócio

O programa de integridade é único. Não adianta copiar o Código de Conduta de uma grande empresa. Não faz sentido algum ter controles que não servem e não cobrem os riscos da sua empresa. 

Cada negócio é único e, portanto, deve ter seu programa de integridade criado exclusivamente para atender a necessidade de cada empresa. 

Agora que você já sabe o que é compliance empresarial e teve acesso a essas dicas para que ele seja efetivo para o seu negócio, que tal entrar em contato e começar a pensar num programa direcionado para sua empresa? Deixe sua dúvida através do whatsapp para que um de nossos especialistas possam entender a real necessidade de seu negócio. 

Treinamento de Compliance: você sabe qual a importância? Fraudes nas empresas: 5 passos para evitar